#10.ART Encerramento surpresa – Tania Fraga

Infelizmente Ana Mãe Barbosa não pode comparecer para a palestra de encerramento. Porém tivemos a ilustre presença surpresa de:

Tania Fraga.
A artista vem desenvolvendo pesquisa e produção artística “com arte computacional interativa desde 1987, usando tecnologias computacionais de realidade virtual, computação afetiva e física. Artista e arquiteta, é co-autora do projeto de arquitetura do Instituto de Artes da UnB, doutora em comunicação e semiótica pela PUC/SP, e foi professora do Instituto de Artes da UnB onde atua como pesquisadora associada. Desenvolve a pesquisa de pós-doutoramento senior, ‘Tessituras Numéricas’, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.”

Durante sua fala, Tania demonstra imensa paixão pelo que faz, domínio e envolvimento em todas as esferas de conhecimento que uma produção em arte e tecnologia agregam.

Enigma

Enigma é um objeto robótico cujas respostas aos movimentos do interator acontecem através de mudanças nas manchas luminosas que se movimentam em seu interior. Como realizar as mudanças é um enigma a ser descoberto pelo interator.

Caracolomobile from Tania Fraga on Vimeo.

“Caracolomobile é um organismo artificial construído em titânio que percebe e discrimina três estados emocionais humanos e responde a eles expressando-se com sons e movimentos. Explora possibilidades simbióticas entre humanos e máquinas, utilizando procedimentos robóticos e de computação afetiva.” Esta obra é o assunto do artigo publicado nos anais do #10ART
Tania Fraga e com Suzete Venturelli são as responsáveis pela primeira edição do Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, em 1989.

Suzete Venturelli
Professora, pesquisadora e artista de computação do Instituto de Artes da UnB. Trabalha na área desde 1987 e atualmente coordena o MidiaLab. Dentre as suas pesquisas, destacam-se as análises dos métodos computacionais utilizados para a criação artística nos aspectos da modelagem, animação, interatividade, realidade virtual, imersão em tempo real, assim como de criação de sistemas hipermidiáticos.

Expos no #10.ART a obra geopartitura desenvolvida no , obra que permite a criação coletiva georeferenciada de um concerto multimídia em tempo real. O sistema formado por software e dispositivos móveis permite a apresesentação de um concerto multimídia cuja composição é realizada ao vivo em tempo real, por pessoas conectadas ao sistema pelos seus celulares. A primeira versão exposta utilizava a distância das pessoas conectadas para influenciarem no som, sendo uma música executada a distância, em que cada pessoa representa um nó.

Já a segunda versão, apresentada no #10.ART, adaptava o sistema para uma interface multitoque.

As duas artistas então são responsáveis por esse grande evento que pude acompanhar na última semana e que Lucia Santaella tem toda razão em relembrar o empenho e perseverança de se mantê-lo no Brasil, em que muitos projetos não tem continuidade. Hoje o Encontro Internacional de Arte e Tecnologia já dura uma semana muito intensa em que as comunicações duram o dia inteiro, englobando não somente pesquisas relacionadas especificamente a arte e tecnologia, mas artistas e pesquisadores que se interessam por discutir o estado atual da arte e nossa realidade social cultural imersa nessa tecnologia inevitável. É com imenso prazer que finalizo os posts sobre a edição de 2011 em que tive a excelente oportunidade de conviver não só com os maiores pesquisadores e/ou artistas da área, mas com muitos dos aspirantes e iniciantes a tal contribuição. Fico muito satisfeita mesmo de poder participar deste evento em que se discute teoria, conceito, prática e técnica. Agora vou passar um bom tempo tentando deglutir toda esta informação para, quem sabe, poder contribuir com a minha pesquisa na edição do ano que vem.

Obrigado a todos que acompanharam o blog. Essa minha iniciativa foi pela necessidade de documentação referida tantas vezes ao longo do #10.ART, relembro que o professor Cleomar Rocha também fez o possível para registrá-la em seu twitter. E convido a todos para continuar seguindo o blog, que retorna ao seu tema, unindo referências de obras, instalações, espetáculos e performances que exploram expressividades do movimento corporal. Estou aberta a sugestões. E quem gostou mesmo, pode curtir o blog pelo facebook e receber os posts diretamente em seu mural.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s